Audios & Partituras

Os audios e partituras para as celebrações do calendário litúrgico.

Acessar!







Agenda Paroquial

Confira as datas dos eventos de nossa paróquia e participe!

Em Breve

Novo Canal de comunicação:

Além do nosso Whatsapp, agora a Paróquia São José tem um novo canal para interagir com você!

No nosso canal você poderá acompanhar nossos eventos, assistir a formações e interagir com a comunidade.

Acesse, curta, se inscreva e compartilhe, ajude-nos a levar a boa nova a todos!

Notícias

Diocese de Santo André apresenta tema da Campanha da Fraternidade 2019

08/02/2019

A Diocese de Santo André promove na próxima segunda-feira (11/02), às 19h30, a apresentação do tema da Campanha da Fraternidade de 2019 “Fraternidade e Políticas Públicas” com o lema “Serás libertado pelo direito e pela justiça”, no auditório Dom Jorge Marcos de Oliveira, no edifício da Cúria, localizado na Praça do Carmo, 36, no Centro da cidade andreense.

A exposição será realizada pelo assessor diocesano da CF, frei Geraldo Santos, e equipe. Cada paróquia das dez regiões pastorais enviará ao menos dois representantes para acompanhar o evento.

A abertura da Campanha da Fraternidade 2019 acontece na Quarta-Feira de Cinzas (06/03), com a celebração eucarística presidida pelo bispo diocesano Dom Pedro Carlos Cipollini, às 19h30, na Catedral Nossa Senhora Do Carmo.

Para aprofundar o assunto, a reportagem da Diocese de Santo André conversou com o frei Geraldo Santos sobre o papel da Igreja na transformação da sociedade e a busca pela igualdade de direitos. Confira:

 

Diante do tema, como a Igreja pode contribuir para que os governos elaborem políticas públicas que promovam a justiça social e a redução da desigualdade?

A Igreja Católica tem um papel fundamental na vida dos cristãos e de toda a sociedade civil. Vivemos em uma época de grande polarização social. E a Igreja, fundada em Jesus Cristo, deve caminhar com seu povo.

É claro que não podemos perder nosso foco que é a evangelização, pois a Igreja é portadora da Palavra de Deus, e levá-la é o nosso grande compromisso. Porém, em toda história da salvação, Deus enviou muitos profetas com o desejo de anunciar e denunciar dentro do seu contexto, as injustiças contra os menos favorecidos.

“Nesta campanha da fraternidade, a Igreja propõe para os seus fiéis compreender melhor o papel e o sentido das Políticas Públicas. Despertar a consciência e incentivar a participação de todo cidadão na construção dessas ações em âmbito nacional, estadual e municipal constitui um dos objetivos específicos desta campanha.” (cf texto base pg22).

Penso, portanto, que hoje a Igreja coloca-se neste papel profético, de denunciar as injustiças sociais, propor diálogos com os representantes dos governos, com associações de bairros, com os representantes do povo, para uma conscientização dos direitos dos cidadãos. Para que isso aconteça é imprescindível a união e a força que brotam do povo quando todos se unem e buscam soluções para o bem comum.

 

Como as paróquias devem se organizar para vivenciar plenamente a Campanha da Fraternidade?

Todos os anos, a Campanha da Fraternidade acontece num tempo litúrgico muito especial da Igreja, que é a Quaresma, tempo de revisão de nossa vida, de conversão e de transformação. Acredito que todo padre, todo ministro da palavra, deve estimular seus paroquianos a viverem realmente a palavra de Deus. O evangelho acontece quando saímos das nossas celebrações, e não o deixamos morrer, mas sim fazê-lo viver em nossas ações, na nossa vida, em nosso dia a dia.

Cada vez mais, temos que nos conscientizar que um cristão verdadeiro não pode ficar de braços cruzados diante de toda problemática que vivemos. Como cristãos, somos chamados a participar também da transformação da nossa sociedade. A quaresma tem um tempo limitado, quarenta dias, mas a Campanha da Fraternidade não tem somente esta duração, e deve ser compreendida muito bem, para que não se acabe quando findar este tempo.

Por isso, os estudos em grupos e o fortalecimento nas pastorais são essenciais. A forma de demonstrarmos um amor verdadeiro para com o nosso próximo, exigência da Palavra de Deus, é o cuidado pela vida. Por isso, a Campanha da Fraternidade é uma conscientização dos nossos direitos, e isso não pode ser esquecido.

Educadores têm Manhã de Formação e de Espiritualidade

09/01/2019

A Pastoral da Educação da Diocese de Santo André convida os professores para a Manhã de Formação e de Espiritualidade que promoverá com o Tema: Educar como Jesus educou, no dia 22 de janeiro, terça-feira, das 8h30 às 12h no Colégio Externato Santo Antonio, localizado na Rua São Luis, 80, Bairro Santa Paula, na Região Pastoral São Caetano do Sul.

As palestras serão proferidas pelo professor, doutor Wagner Cipriano Araújo e professor César Fialho. A entrada é franca aos educadores, pede-se apenas que tragam um prato de salgado e bebida para o lanche comunitário.

  • teste1
  • teste2

Outras informações com o professor Renan pelo celular: 9.8080-2231.

Papa pede oração a jovens da JMJ do Panamá, inspirados em Maria

08/01/2019

O Papa Francisco, no primeiro vídeo do ano com a intenção de oração para este mês de janeiro, divulgado nesta terça-feira (8), motiva para a evangelização dos jovens em véspera de Jornada Mundial de Juventude:

 

“Aproveitem a JMJ no Panamá para contemplar Cristo com Maria. Cada um em seu idioma, rezemos o Terço pela paz.” 

 

A Jornada, que acontece de 22 a 27 de janeiro, assim como Maria, são fontes de inspiração “para comunicar ao mundo a alegria do Evangelho”, disse Francisco. “O Vídeo do Papa” deste mês, produzido em espanhol por iniciativa da Rede Mundial de Oração do Papa e em colaboração com a JMJ, entra em consonância com milhares de jovens de todo o mundo que estão se deslocando para o Panamá ao incentivar que sejam fiéis ao chamado de Jesus, superando todo tipo de diferença cultural, econômica ou social.

*

Oração especial aos jovens da América Latina

O Papa Francisco, além de convidar cada um a rezar no seu próprio idioma “o Terço pela paz”, pede para rezar por essa juventude, “especialmente os (jovens) da América Latina”, para que tenham “forças para sonhar e trabalhar pela paz”.

*

Oração precisa de regularidade diária

O diretor internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, Padre Frédéric Fornos, foi recebido pelo Papa Francisco em 3 de janeiro para tratar sobre a escolha das intenções de oração para 2010, já que os vídeos de divulgação deste ano já estão prontos. No início de fevereiro, o jornal L’Osservatore Romano vai publicar oficialmente as intenções do Santo Padre para 2020.

Mas é necessário ter tempo para rezar? Como é possível encontrá-lo em meio a dias muitas vezes frenéticos? De acordo com o sacerdote jesuíta, mais do que tempo, é preciso de regularidade: tirar um momento, sempre o mesmo, todos os dias, ainda que seja apenas 5/10 minutos para parar, ficar em silêncio e em contato com o Senhor:

“Penso que sempre temos tempo para fazer muitas outras coisas. É uma questão de decisões. Sempre temos tempo para ler um livro, um jornal ou assistir a um filme. Tempo sempre existe. Muitas vezes não devemos pensar que a oração precisa de muito tempo. O importante é dedicar um momento todos os dias: como a gota de água que cai sobre a pedra que caindo, caindo, sempre de forma regular, acaba transformando a própria pedra. Assim acontece com a oração: quando é feita todos os dias, mesmo que somente por cinco ou dez minutos, mas verdadeiros e próximos ao coração do Senhor, então isso nos ajuda a transformar nosso coração de pedra em um coração de carne. Por isso lançamos – especialmente para os jovens – a plataforma de oração do Papa, que se chama ‘Click to pray’. Aqui há três momentos de oração a cada dia, a partir de 1 minuto, mas são 60 segundos de silêncio para ouvir a Palavra e ficar próximos ao coração do Senhor. Isso já pode ser o início de nossa transformação.”

*

Rede Mundial de Oração do Papa

A Rede Mundial de Oração do Papa, fundada em 1844 e com reforma do Papa em 2014, é um serviço pontifício, que tem como missão orar e viver os desafios da humanidade que preocupam o Santo Padre, expressados em intenções mensais. Está presente em 98 países ao integrar mais de 35 milhões de pessoas, incluindo seu grupo de jovens, o Movimento Eucarístico Jovem.

 

Fonte: Vatican News

Missa de Envio abençoa 60 jovens da Diocese de Santo André rumo à JMJ no Panamá

06/01/2019

Na manhã do domingo, 06/01/2019, Solenidade da Epifania do Senhor, a delegação de 60 jovens da Diocese de Santo André que participarão na segunda quinzena de janeiro da JMJ 2019 (Jornada Mundial da Juventude), no Panamá, receberam as bênçãos durante a Missa de Envio realizada na Igreja Matriz de São Bernardo (Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem), no centro da cidade são-bernardense.

O maior encontro da juventude católica do mundo acontece entre os dias 22 e 27 de janeiro, na cidade do Panamá, capital panamenha, com a presença confirmada do Papa Francisco.

“A Jornada Mundial da Juventude acolhe a todos os jovens do mundo inteiro. Nesse momento de nos colocarmos diante de Deus, em oração, cada um dos jovens da Diocese de Santo André tem a missão de ser esse acolhedor, de ser esse jovem fraterno no mundo”,resume o assessor diocesano do Setor Juventude, padre José Aparecido de Souza, que presidiu a celebração dominical.

A missa ainda teve um momento especial do Dia dos Santos Reis, com a entrada de fiéis representando os três Reis Magos, durante o ofertório, representando todos os povos, nações, raças e línguas numa mensagem de esperança, amor e justiça.

A escolha do local da celebração também foi simbólica: construído há 206 anos, o templo católico é administrado pela Congregação dos Missionários de São Carlos, também conhecidos como carlistas e scalabrinianos, fundada no século XIX pelo padroeiro dos migrantes, o beato italiano João Batista Scalabrini. Acolhida e Missão são prioridades do 8 Plano Diocesano de Pastoral.

*

Espelho de Maria

Chamando a atenção para o tema da JMJ 2019 “Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra (Lc 1, 38)”, padre José Aparecido cita a relevância da presença e intercessão da mãe de Deus como fonte de inspiração para a peregrinação e evangelização dos jovens em busca da conversão na sociedade.

“É importante lembrarmos que Nossa Mãe, a Virgem Maria, nos acompanha e nos encoraja em nossa fé. Sejamos como Maria, aquela que apresenta e nos mostra Jesus, mas ao mesmo tempo, é mensageira e peregrina”, reflete.

“Conversão é um apelo forte da celebração sobre a mudança que nos leva a fazer uma experiência como jovens adultos para o Reino de Deus. Que esses jovens encham-se da graça e ao voltarem para suas paróquias, possam ser confirmados, no caminho da verdade e do amor”, completa.

*

Em família

Únicas representantes da Igreja Matriz de Diadema (Paróquia Imaculada Conceição), as irmãs Tatiane Sousa – nutricionista de 30 anos – e Taís Luísa Sousa – estudante de 23 anos – relembram a experiência de integrarem a vigília com o Papa Francisco, na Praia de Copacabana, na JMJ Rio, em 2013, e projetam um encontro cheio de bênçãos e aprendizado.

“O que espero é mais graças do que consegui (na JMJ 2013). Se uma vigília encheu meu coração, agora ter uma semana inteira com orações com certeza vai trazer mais energia, mais paz e união para toda a comunidade”, sintetiza Taís.

“Nossa intenção na próxima Jornada Mundial da Juventude é juntar mais jovens e crescermos na evangelização”, acrescenta Tatiane.

*

Primeira Vez

Estreando no maior encontro da juventude católica do mundo, o estudante Vítor Santos Barros, 20 anos, representará a Paróquia Nossa Senhora do Rosário em Santo André, ao lado de cinco jovens, afirma que o evento será um divisor de águas na caminhada da comunidade.

“Estamos animados e abertos para a graça de Deus. Um dos motivos para participarmos da jornada é a edificação da juventude dentro da comunidade. Que possamos viver essa experiência, conhecer o amor de Deus e transmitir dentro de nossa paróquia”, salienta.

*

Preparação

Da Paróquia Sagrada Família em São Bernardo do Campo – a compradora Degiane de Oliveira Santos, 28 anos, revela que o planejamento para a viagem teve início no primeiro semestre do ano passado, quando elaboraram rifas, a fim de arrecadar fundos para a participação na JMJ 2019.

Ela relembra o legado da mensagem do Papa Francisco, durante a vigília em Copacabana, em 2013.

“A Igreja precisa dos jovens e o Papa, também, para irmos adiante com a missão”, recorda Degiane, que atualmente é 2ª secretária do Senatus (Senado) da Legião de Maria em São Paulo e estará acompanhada de mais 14 jovens. O bispo da Diocese de Iguatu-CE, Dom Edson de Castro Homem, referencial da Legião de Maria do Brasil junto à CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) , também integrará a delegação.

*

Anfitrião

“Temos que ir com a missão de levar e trazer. Encontrar Jesus Cristo no rosto das pessoas e cultivar o legado da Jornada no retorno ao Brasil”, projeta o analista de sistemas, Edmar José dos Anjos de Souza, 30 anos, que viajará ao lado de seis paroquianos da Igreja Matriz Nossa Senhora da Boa Viagem – São Bernardo do Campo.

Participe dos nossos momentos

Super Bingo de São José

Em 2019 a Festa de São José passará por uma grande reformulação, e para completar preparamos um SUPER bingo muito especial para você! Adquira seu convite, entradas limitadas.

Total de convites: 500
Restam: 192

Almoço de São José

Ainda dentro dos festejos acontecerá nosso tradicional almoço! Adquira sua entrada, comprando antecipadamente você tem desconto! Entradas limitadas.

Total de convites: 200
Restam: 190

























































































CNBB

Diocese de Santo André

Vaticano

Missionários Scalabrinianos